Luxação patelar e lesao do ligamento femoropatelar medial

A articulação femoropatelar é uma importante fonte de dor e de disfunção da articulação do joelho e está muito susceptível a sofrer luxações.

ANATOMIA E BIOMECÂNICA

A patela é um osso sesamóide que tem como funções primárias auxiliar na distribuição de cargas do mecanismo extensor, ou seja, ela aumenta a eficiência dos músculos do quadríceps, e proporcionar proteção óssea anterior ao fêmur.

A superfície posterior da patela se articula com o sulco femoral e o fêmur articula-se com a patela através da tróclea femoral. Anormalidades na tróclea, como a displasia troclear, podem reduzir a estabilidade da patela em até 70% quando o joelho encontra-se a 30° de flexão, pois é nessa angulação que o ligamento femoropatelarl medial (LPFM) encontra-se em menor tensão.

A superfície articular da patela possui uma crista vertical que a divide em facetas lateral e medial e cada uma dessas facetas é subdividida em superior, média e inferior. Durante os movimentos de flexão e extensão do joelho, os pontos de contato entre a patela e o fêmur se modificam. Com aproximadamente 10° de flexão do joelho, a porção inferior da patela se encaixa inicialmente no sulco femoral. Aos 45° de flexão, a porção média da patela entra em contato com o sulco e com 90° de flexão, apenas a porção superior da patela entra em contato com o sulco femoral. Ao realizar uma flexão de 120° a 135°, a maior parte do contato ocorre entre o sulco e a porção superolateral da faceta lateral e uma porção da faceta medial.

               

Esses pontos de contato entre a patela e o sulco femoral existem, pois durante a flexão de joelho, a patela realiza movimentos de flexão, rotação e inclinação. A patela apresenta um movimento em formato de “C” no plano frontal, começando em uma posição lateral quando o joelho encontra-se em extensão completa, desviando-se medialmente através dos primeiros 40° de flexão do joelho e desviando-se em seguida lateralmente à medida que prossegue a flexão do joelho. Além disso, a patela também roda lateralmente à medida que a flexão aumenta. Já no plano transverso (de lateral para medial), a patela sofre uma inclinação lateral quando o joelho entra em flexão.  

                                                                                                 

                                                                                                              

Os movimentos de rotação interna e externa da tíbia exercem uma forte influência nos movimentos da patela. A rotação externa da tíbia, por exemplo, leva a um aumento da inclinação lateral, do desvio e da rotação patelar. Já na rotação interna da tíbia, ocorre o oposto.

A patela e o sulco femoral, onde se articula a superfície posterior da patela, podem possuir diversos formatos (variação de indivíduo para individuo) que predispõem os indivíduos para as disfunções femoropatelares. Além dessas alterações anatômicas, os desequilíbrios e alterações dos estabilizadores dinâmicos e estáticos da articulação femoropatelar também podem levar a disfunções nessa articulação. Dentre os estabilizadores dinâmicos da articulação femorpatelar estão o quadríceps femoral, constituído pelos vastos lateral, intermédio e medial e pelo reto femoral, os músculos da pata de ganso e o bíceps femoral. Os estabilizadores estáticos dessa articulação incluem a parte lateral do sulco femoral (que se projeta mais anteriormente), o retináculo extensor, os ligamentos femoropatelar e patelotibial, o trato iliotibial (lateralmente), tendão quadricipital e patelar.

                                                                                      

Os músculos do quadríceps realizam a extensão do joelho, porém o vasto medial oblíquo (VMO) é incapaz de realizar essa extensão, mas exerce uma função extremamente importante no sentido de conferir a essa articulação uma contenção dinâmica contra forças que poderiam deslocar a patela lateralmente. Isso ocorre, pois existem conexões entre as fibras do LPFM e do VMO, auxiliando o ligamento na estabilização patelar durante a contração do quadríceps.

INSTABILIDADE DA ARTICULAÇÃO FEMOROPATELAR

A instabilidade femoropatelar é a incapacidade de manter a patela no sulco troclear nos movimentos de flexo – extensão do joelho. Essa instabilidade pode levar a lesões na articulação femoropatelar (lesões na cartilagem e até mesmo ósseas – conhecidas como Condromalácia Patelar) e luxações da patela. Essas luxações quando recorrentes podem levar a lesões cartilaginosas, ósseas, ligamentares, entre outras.

As luxações de patela podem ser:

– Agudas: resultantes de algum trauma direto ou indireto

– Crônicas: recidivas resultantes de falhas do mecanismo estabilizador da patela

Os fatores que podem predispor a luxação são: anteversão pélvica; joelho valgo; pé pronado (pé plano); hipermobilidade patelar; frouxidão ligamentar; patela alta, displasia patelar/troclear; ângulo Q aumentado (maior em mulheres); atrofia de VMO; encurtamento do músculo tensor da fáscia lata (formado por fibras dos glúteos); fraqueza dos músculos da pelve, como o glúteo médio e mínimo.                                                                                                                                     

TRATAMENTO

                Em casos de luxações agudas que não possuem antecedentes e não apresentam lesões associadas, o tratamento indicado é o conservador.  Já se o paciente apresentar luxações agudas com lesões associadas ou luxações recidivantes, o tratamento mais indicado é o cirúrgico.

O tratamento conservador deve focar no fortalecimento muscular, principalmente dos estabilizadores dinâmicos da articulação femoropatelar, alongamentos de estruturas encurtadas, taping para contenção lateral da patela, e na diminuição da dor em casos de luxação aguda da patela.

Durante o trabalho de fortalecimento é importante lembrar-se da biomecânica dessa articulação e dos pontos de contato da patela com o fêmur para evitar o surgimento de lesões na articulação femoropatelar. Se o paciente apresentar algum desgaste nessa articulação é importante saber em que região da patela se encontra a lesão, para evitar certas angulações que possam aumentar a compressão patelar. Deve-se tomar cuidado com o excesso de flexão de joelho, pois a força de contração do quadríceps somada ao ângulo de flexão do joelho resulta em uma força posterior que causa compressão entre a patela e o fêmur. Ângulos de flexão do joelho inferiores a 30°, mesmo com forças do quadríceps bastante significativas, não produzem forças de compressão extremas, pois o ângulo entre as forças do quadríceps e do tendão patelar é pequeno.

Em exercícios de cadeia cinética aberta o estresse de contato máximo alcança um pico com aproximadamente 35° – 40° de flexão, e em seguida diminui à medida que a extensão prossegue. Na extensão completa, a patela se apóia sobre o coxim gorduroso supratroclear e a força de compressão é então absorvida pela patela, o coxim e o fêmur. Já em exercícios de cadeia cinética fechada, o resultado é outro. Durante um exercício de agachamento, a força do quadríceps terá que aumentar para controlar a flexão do joelho, e como já foi dito antes, ao aumentar a força do quadríceps e a flexão do joelho, ocorre um aumento na força de compressão entre a patela e o fêmur.

Um estudo mostrou que o estresse de contato de cadeia cinética aberta e de cadeia fechada se cruza em aproximadamente 50°, por isso, ao reabilitar um atleta com problemas no mecanismo extensor, os exercícios de fortalecimento muscular de cadeia cinética aberta para o quadríceps são mais seguras de 90° a 50° e de 10° a 0°. Em contra partida, nos exercícios de cadeia cinética fechada é mais seguro trabalhar com ângulos de 50° a 0°.

O tratamento cirúrgico está relacionado à lesão do LFPM e sua reconstrução. Esse procedimento pode ser feito com duplo enxerto do semitendinoso, enxerto do tendão quadricipital ou adutor longo, entre outros.

                                                                               

Após a cirurgia o paciente deve iniciar a fisioterapia para controle da dor e do edema, ganho da amplitude completa de movimento, fortalecimento muscular (principalmente do aparelho extensor do joelho) e retorno funcional. O paciente sai da cirurgia de muletas e só pode iniciar o apoio total do membro operado após 2 semanas de pós operatório e realizar flexão acima de 90° somente após a 3ª semana. O retorno ao esporte é permitido após 6 meses de reabilitação.

 

Ft. Ana Carolina Villa-Lobos

Sobre o autor spallafisioterapia

Spalla Fisioterapia escreveu 78 matérias nesse site.

A SPALLA Fisioterapia é uma equipe com enfoque na área de ortopedia e traumatologia. Nosso objetivo é ser um ponto de referência em reabilitação. Queremos conduzir com precisão nossa missão de promotores de saúde e proporcionar o retorno de nossos pacientes a sua prática esportiva ou ao seu dia a dia no melhor equilíbrio possível.

89 Replies to “Luxação patelar e lesao do ligamento femoropatelar medial”

  1. Boa noite, fiz uma cirurgia de joelho para colocar a patela novamente no trilho, onde utilizaram parafusos absorvíveis. Amanhã faz 21 dias e a recomendação médica era para começar a utilizar o pé de apoio sem dobrar o joelho. Há algum problema em soltar o peso do corpo sobre o joelho, ou não é recomendado dessa forma? É comum ter dor?
    Tenho medo de errar e o parafuso não se fixar bem.

    1. Boa noite Janaine,

      No seu período de reabilitação você deverá sim realizar uma descarga de peso gradativa na sua perna operada. Se você estiver fazendo fisioterapia, então é papel do seu fisioterapeuta iniciar essa etapa com você.
      Se você estiver andando com muletas então o primeiro passo será iniciar essa descarga de peso com a ajuda de ambas as muletas. Quando estiver se sentindo mais segura você começa a andar utilizando apenas uma muleta (e ela deve ser usada do lado contrário ao da perna operada, ok?!) e depois evolui para a marcha sem muletas. Mas lembre-se que para começar a descarregar o peso do seu corpo na perna operada, você deve estar com a musculatura da coxa e das pernas fortes o suficiente para iniciar essa fase. E sim é normal ter dor no inicio, mas ela vai melhorando com o tempo e com a ajuda da fisioterapia.

      Boa sorte na recuperação,

      Att,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  2. Sofri uma luxação no joelho fiquei 38 dias imobilizado estou na oitava seção de fisioterapia estou dobrando pouco a perna ainda quantas seções preciso para esta bom sendo que é a primeira vez que tive luxação

    1. Olá leitor, não há como precisar quantas sessões são necessárias pois para isso seria necessária uma avaliação física presencial para compreender a situação de seu joelho. Converse com seu fisioterapeuta, relate para ele suas sensações e dificuldades, assim ele pode ajustar e direcionar a conduta para o que você precisa em cada momento. Devido ao período de imobilização o início do trabalho deve ser lento e gradual mesmo, para evitar aumento de dor e principalmente edema.

  3. Bom dia, eu estava em uma partida de futebol quando sofri uma carga por traz o meu joelho saiu do lugar e a dor foi horrível. Procurei um especialista e ele ao ver o joelho e o raio x sequer pediu que eu fizesse uma ressonância, disse que eu tinha tido uma ruptura do ligamento patelo femural, pediu pra imobilizar por 30 dias. Imobilizei e voltei ao médico ele retirou o imobilizador e disse pra eu fazer fisioterapia, porém meu joelho ainda incha muito e está muito dolorido quando faço movimentos. Eu devo procurar outro ?? Sendo esta lesão ainda vou poder a jogar bola ? Sabendo que essa foi a primeira vez ???? Desde já agradeço

    1. Olá Roger, o exame de ressonância não é extremamente necessário para fechar o diagnóstico de lesão do ligamento femoropatelar medial. A história que você conta e um bom exame físico podem ser suficientes para compreender o ocorrido e direcionar o tratamento. Com liberação para o trabalho da fisioterapia, aos poucos espera-se que você readquira o movimento normal do joelho. Quando a dor e o edema estiverem ausente será a hora de reforçar a musculatura do quadríceps (principalmente a porção medial), pois é ele quem vai garantir a estabilidade de sua patela e lhe proporcionar o retorno seguro as suas atividades. Você vai ter que fazer atenção a sempre manter esta musculatura ativa e forte.

  4. Boa tarde!

    Sofri um acidente de moto, e sofri uma luxação no joelho direito. Fiquei em repouso usando muletas, com uma semana conseguir andar mesmo mancando, mas já vai fazer 2 semanas e ainda não consigo esticar a perna totalmente, é normal?

    Desde já agradeço!

    1. Olá Matheus, se mesmo com estas duas semanas de repouso e o uso das muletas o joelho não recuperou a amplitude de movimento normal seria prudente você passar em consulta com um ortopedista para avaliar se não há algum outro tipo de lesão que impede o movimento.

  5. Boa tarde!

    Tive uma torção durante uma brincadeira de lazer e o laudo da ressonância apresenta as seguintes complicações: “Lesão de espessura completa do ligamento patelofemoral / retinaculo patelar medial, junto a inserção femoral.”

    Vocês acredita que consigo escapar da cirurgia? Eu pratico corrida e natação, apesar que a lesão de ocorreu em um momento de lazer.

    Obrigado!

    1. Olá Eduardo, apesar dos exames indicarem a lesão de estruturas da estabilização medial da patela o mais importante para saber se você necessitará de uma intervenção cirúrgica ou não é a avaliação clínica/funcional. Esportes como a natação e corrida não exigem tanto da estabilização da patela quando outros que em que é solicitado mudanças de direção rápidas e bruscas. Fique atento a sinais de dor ou tendência a luxação da patela. Se isso começar a ser frequente ou passar a ocorrer luxação, mesmo com coisas simples do dia-a-dia, pode ser necessária a reconstrução cirúrgica das estruturas. Converse com seu fisioterapeuta sobre a necessidade de reforço muscular do membro lesionado.

      1. Obrigado pela resposta!!

        O joelho ainda não desinchou, apesar de nao sentir dor com ele esticado, porem ao tentar flexionar dói muito ao chegar próximo de 45 graus. Já faz 10 dias da lesão e tenho evitado pisar com a perna lesiona, também estou fazendo gelo a cada 4 horas.
        Pelo tempo, é normal ainda estar inchado e sentir dor para flexionar?

        Fui ao medico e ele tinha orientado para eu tentar andar aos poucos, mas nao estou seguro porque os dias que ando o joelho incha mais.

        Obrigado pela atenção.

        1. Ola Eduardo, a redução do edema e lenta mesmo, mantenha a conduta que vem tendo e sempre converse com seu fisioterapeuta sobre o que faz. Lembre-se que ao fazer a compressa de gelo se você eleva o membro acima do nível do coração e aplica leve compressão (faixa elástica) em volta, potencializa a drenagem.

  6. Boa noite! Meu nome é Helberth e recentemente jogando aquele futebol de uma vez por semana forcei muito meu joelho ao chutar a bola diversas vezes. Fiz uns 4 chutes muito fortes e no quinto, ao chutar senti uma fincada muito forte no joelho. Posteriormente a esse acontecido toda vez que estico muito minha perna e forço o joelho para baixo sinto a dor incomodando! (Toda vez que dou trancos na minha perna sinto a dor). Gostaria de saber o que pode ser essa lesão??

    1. Olá Helberth, sem uma avaliação física é difícil darmos um parecer. O ideal seria que você fosse a um ortopedista ou a um fisioterapeuta de confiança para que fizessem essa avaliação. Essa dor pode ser de caráter muscular ou articular, por isso uma avaliação física se faz necessária para entender a causa e assim implementar um tratamento efetivo.

  7. Bom dia sofri uma luxação da patela pela 4 vez , somente esse ano forão 2 vezes chegando a patela a deslocar do lugar procurei 3 médicos diferentes pois cada um me da uma opinião diferente . Um dos médicos que esta me acompanhando nesse momento disse que meu caso e cirúrgico que tenho luxação de patela com lesão de ligamento patelo femoral medial fui endicada a tratamento cirúrgico com reconstrução do ligamento patelo femoral , mais estou em duvida se preciso mesmo de cirurgia ja que cada medido me fala uma coisa.
    Na minha ressonância esta escrito :
    Impressão
    Fragmento condral destacado , medindo cerca de 1,5 x 0,4 x1,5 cm (L x AP x T), em vértice e inicio da faceta lateral da patela .

    Patela tipo III Wiberg
    Tróclea femoral rasa no seu contorno superior
    Edema modular ósseo contusional em margem medial da patela e lateral do côndilo femoral , inferindo luxação lateral reduzida .

    Meu caso e ou não cirúrgico ?

    Obrigada.

    1. Olá Thais, normalmente quando o paciente sofre luxações recorrentes da patela ocorrem lesões na articulação patelofemoral, como é o caso do seu joelho (edema ósseo, fragmentos da cartilagem, etc). Quando há a lesão do ligamento patelofemoral e a presença de sucessivos episódios de luxação, a cirurgia é indicada, ainda mais se você for um pessoa ativa fisicamente (ou pretende ser). Você já fez fisioterapia para sua lesão? As vezes o tratamento conservador (fisioterapia) e o fortalecimento muscular ajudam a reduzir o número de luxações da patela. Pode ser uma tentativa antes da cirurgia. Mas se mesmo com o tratamento conservador sua patela continuar luxando, então a cirurgia é necessária mesmo.

  8. Boa noite
    Sofri a o rompimento da rotula do joelho há dois meses e fui submetido a uma cirurgia para a colocação da rótula no dia 25 de Julho corrente e voltei a consulta com o médico um mês depois que acabou por retirar a tala e recomendou que começasse as sessoes de fisioterapia, só já dobro ligeiramente o joelho e uso muletas para me deslocar, a minha dúvida é depois de quanto tempo poderei deixar usar as muletas e quanto tempo terei que continuarei fazer as sessões fisioterapia e começar a levar uma vida normal sem depender de uso de muletas.

    1. Olá Sambinho, a retirada das muletas é gradual e deve respeitar quatro coisas: grau de consolidação do osso fraturado (controle através dos exames de radiografia), função muscular capaz de suportar o peso do corpo, amplitude de movimento do joelho e dor. Não tenha pressa em retirar as muletas, mantenha conversas com seu médico e fisioterapeuta, pois eles saberão indicar o momento adequado de suspender o uso dos dispositivos auxiliares. Mantenha o acompanhamento com a fisioterapia até você readquirir a força da coxa semelhante a do outro lado, ter o movimento do joelho livre e sem dores.

  9. Olá, meu nome é Diego e há 2 meses eu fiz uma cirurgia de reconstrução do LPFM, pois jogando bola o meu joelho já saiu do lugar 3x, mesmo após o tratamento conservador, e que me deixou muito bem por cerca de 2 anos (tenho 21 atualmente).

    Ocorre que, após a cirurgia, meu joelho continua ainda um pouco inchado e eu não consigo esticá-lo sozinho pela força, como por exemplo em exercícios de quadríceps, ou mesmo se eu estiver em pé e tirar a perna operada do chão, ela automaticamente dá uma dobrada e trava. A dor fica exatamente no lado onde foram colocados os 3 parafusos para reconstruir o ligamento, e é uma dor que me causa uma limitação funcional.

    A perna consegue esticar se estiver apoiada, como por exemplo na cama, ou quando estou em pé. Trava e dobra com dor se eu tentar levantá-la esticando-a.

    Reparei também que, ao esticar as duas pernas, a patela direita faz o movimento natural de subida maior do que a do joelho operado, como se a patela desse joelho estivesse um pouco presa.

    Enfim, gostaria de saber possíveis motivos que podem estar me fazendo sentir essa dor e se é provável que eu tenha que fazer uma nova cirurgia…

    Obrigado!

    1. Olá Diego, é difícil lhe dizer se você precisaria fazer uma nova cirurgia sem uma avaliação física. Por isso, seria melhor que você procurasse o médico responsável pelo seu caso e realizar essa avaliação com ele. O que podemos lhe afirmar é que sua dificuldade em apoiar a perna operada pode ser por uma fraqueza ainda de quadríceps e do complexo póstero lateral da perna (glúteos, por exemplo). Seria importante rever o processo de reabilitação que foi ou está sendo feito, pois seria interessante dar um pouco mais de ênfase no fortalecimento muscular (principalmente da perna operada) e no ganho de mobilidade do seu joelho. A patela estar um pouco mais presa do lado operada é normal, mas ela com certeza não pode te trazer limitações. Converse com seu fisioterapeuta e procure seu médico.

  10. Oi fiz uma cirurgia de reconstrução femopatelar
    DIA26 0716 e comecei a fisioterapia um mês depois e meu joelho não dobra gostaria de saber
    Quando devocê voltar a dobrar o joelho? ?

    1. Olá Ellen, com o inicio da fisioterapia, normalmente, você já deve começar a fazer exercícios para o ganho de flexão do seu joelho. Essa cirurgia tem um período de pós operatório um pouco dolorido e o ganho da flexão é incômodo e lento. Talvez seja interessante você conversar com seu fisioterapeuta para lhe orientar exercícios de ganho de flexão para realizar também em casa.

  11. Boa noite, me chamo Rita e fiz a cirurgia de reconstituição Patelo femural com transposição de tendões e fixação de ancora nos dois joelhos a primeira cirurgia foi em 2011 joelho esquerdo e em 2013 joelho direito, na primeira cirurgia tive que após 6 meses de cirurgia voltar ao centro cirúrgico para retirada de bloqueio, hj minha perna esquerda tem uma ótima angulação, na perna direita sofri muito com dores e muito inchaço após a cirurgia,não fiz fiz o pós operatorio, pois estava num processo de depressão pela morte de meu único filho, somente após 8 ou mais meses que comecei a fisioterapia, fiz muita fisioterapia e hidroterapia, há pouco mais de 6 meses meu cirurgião me encaminhou para musculação onde faço assistida por um profissional de educação fisisca e um fisioterapeuta, mais há pouco mais de 3 semanas venho sentindo dores horríveis no joelho, sim admito q ainda não fui ao medico, mas estou com medo de ter que passar por mais uma cirurgia.
    Minha duvida após tanto tempo após a cirurgia, existe a possibilidade de voltar a instabilidade patelar ou mesmo o deslocamento da ancora??? Ou realmente preciso procurar o medico e me submeter a mais uma cirurgia……sei lá já nem sei o que pensar….hj vivo a base de tramal.

    1. Boa tarde Rita,

      O mais correto a se fazer no momento seria procurar o médico que te operou para a realização de uma nova avaliação e possíveis exames para ver como está sua cirurgia.
      Não fique adiando para voltar ao médico, pois o quanto antes você retornar nele, menores as chances de ter que passar por uma nova cirurgia.
      Continue com os exercícios que não te causam dor e após os exercícios coloque gelo no joelho para ajudar nas dores.

      Att,

      Spalla Fisioterapia

  12. Olá. A UM mês atrás, eu sofri uma lesão no joelho com a seguintes complicações. Luxação patelar lateral.
    Lesão completa do ligamento patelofemoral medial e Rétináculo patelar medial. Tendinopatia insercional próxima do patelar. Associam fissuras denegerativa intrassubstaciais tendineias e peritendinite.
    Moderado derramar articular.
    Pequeno sisto de baker com sinais de rotura parietal caracterísado por finas lâminas em plano miofaciais adjacentes.
    Somente isso rsrs
    Fiquei 15 dias com a perna imobilizada e comecei ontem às fisioterapia com bastante dores diversas.
    É possível, eu escapar de um processo cirudico?

    1. Boa tarde Jonas,
      Se essa foi a primeira vez que você sofreu uma luxação patelar, eu oriento você a tentar o tratamento conservador, ou seja, a fisioterapia. Se você pratica algum esporte que exija mudanças de direção bruscas, será muito importante que na fisioterapia você realize bastante exercícios de fortalecimento e exercícios funcionais de retorno ao esporte. No inicio a fisioterapia tende a ser dolorida, pois é necessario ganhar a amplitude total da flexão e extensão do seu joelho. Leve bem a sério a fisioterapia e as orientações que forem passadas e se tiver sido a primeira vez que sofreu a luxação patelar, é possivel que consiga escapar da cirurgia.

      Att,

      Equipe Spalla Fisioterapia

      1. Já me submeti a 15 sessões restando mais 20 fisioterapias ainda. Mais não sinto do alguma. Vou continuar com as demais até o térmio. Isso significa que estou recuperado? O não sentir dor quer dizer alguma coisa? Trabalho de vigilante, corro risco de precisar correr, da tiros, brigar etc… Rsrs

        1. Olá Jonas, a dor é um dos aspectos do tratamento, porém o mais importante no seu caso é manter a musculatura da coxa sempre ativa e forte, pois é ela a grande responsável por manter a sua patela no lugar correto. Lembre-se disso!

  13. Boa tarde! A mais ou menos dois meses sofri uma queda, que resultou em uma Luxação Patelar . Isso já havia me ocorrido a uns dez anos atrás, pois eu dançava . Só que desta vez, o que acontece é que fiquei imobilizada por uns 15 dias e já começei as sessões de fisioterapia, porém o dr. me avisou, que o ideal seria as sessões e posteriormente uma cirurgia! Há realmente a necessidade desse procedimento? Laudo: patela rasa, ruptura parcial do ligamento femoropateral medial! O grande problema é que mesmo com as sessões de fisio não tenho força no músculo para elevar a perna qdo deitada, pois já estava com este músculo enfraquecido antes do acidente!!

    1. Olá Adriane, a necessidade da cirurgia deve ser avaliada e discutida entre você, seu fisioterapeuta e o médico. Porém isso também depende do nível de atividade que você pretende ter após esse período de recuperação. Como já há o histórico de luxação e ruptura parcial, uma recidiva do caso é possível caso você não consiga restabelecer a ativação e força muscular adequada do quadríceps (músculo anterior da coxa), principalmente da porção medial (parte de dentro). Com duas semanas de imobilização é normal você perder massa e ativação muscular, coisas que o tratamento conduzido pelo seu fisioterapeuta deve focar em restabelecer primeiramente. Se você já apresentava fraqueza antes do ocorrido, precisa ter mais paciência ainda! Talvez o uso da eletroestimulação muscular associada ao movimento voluntário possa lhe ajudar, converse com seu fisioterapeuta.

  14. Olá.
    Há 2 meses, ao me virar, dormindo, senti um estalo no joelho e muita dor. Mas passou depois de alguns minutos. A dor cessou, não inchou e nem ficou lesionado. No outro dia já estava andando.
    Só senti insegurança.
    Voltei a fazer academia, e com a prática senti o fortalecimento do joelho e a insegurança passou.
    Ontem ao subir em uma escada, eu fiz o movimento errado, e senti meu joelho sair do lugar e voltar logo em seguida.
    A dor foi enorme, mas sessou em alguns minutos.
    A insegurança voltou, meu joelho parece estar “frouxo”, e só sinto pequenas dores, dependendo do movimento, mas não ficou roxo e nem inchado.
    Eu posso ter lesionado algum ligamento?

    1. Olá Bruna, normalmente nas lesões ligamentares com ruptura ocorre dor, edema, derrame articular (sangramento intra-articular) e perda de função articular. Há também lesões de estiramento, as quais podem levar a dor e edema com limitação parcial ou não da articulação. É possível que você tenha sofrido em algum momento um estiramento de algum ligamento do joelho e isso recorreu desta vez. Seria adequado passar por um ortopedista e investigar a integridade das estruturas que estabilizam seu joelho. Porém o tratamento você mesmo já sabe como funciona: fortalecimento muscular. Há alguns outros componentes importantes na reabilitação adequada, como trabalhos de propriocepção, mas que devem ser instruídos e acompanhados por um fisioterapeuta.

  15. Olá, minha patela já saiu do lugar algumas vezes, mas muito raramente, da ultima ela saiu enquanto eu estava dançando e estava com os joelhos dobrados, mas logo voltou pro lugar, sentir dor só na hora e depois vim pra casa e no outro dia eu conseguir andar mas com um certo incomodo pq tava mt inchado, dps meu joelho inchou mais ainda, eu fiquei colocando gelo e usando uma faixa no joelho, isso já faz uma semana, já esta desinchado, não sinto dor e consigo andar normalmente, dobrar o joelho, agachar e tudo, mas sinto cmo se meu joelho estivesse solto, minha patela está mais mole, e parece q balança qnd eu ando, sinto cmo se estivesse um buraco do da patela do lado esquerdo, o que isso singnifica? será q vou precisar operar?

    1. Olá Martina, pelo seu relato de luxações recorrentes e essa sensação da patela solta seria prudente consultar-se com um ortopedista para averiguar a integridades dos ligamentos que a mantém em sua posição. Um exame de imagem aliado ao exame físico poderiam responder esta questão e ajudá-la na busca do tratamento mais adequado.

  16. ola,eu tenho luxação na patela segundo os médicos e acho que um desgaste também,e eu fiz 10 seções de fisio e resolveram,mas a uma semana a minha instabilidade voltou,sera que se o médico passar mais seções de fisioterapia eu consigo resolver de vez esse problema? existe algum outro tratamento?lembrando que eu nunca fui de praticar esportes

    1. Olá Kézia, nos casos de luxações recorrentes é preciso uma boa avaliação e identificar a causa do problema, optando pelo tratamento conservador (fisioterapia) ou cirurgia corretiva. Se você relata que apenas 10 sessões resolveram é possível que com um pouco mais de trabalho e com atenção na ativação e força muscular dos estabilizadores da patela você possa evoluir melhor. Converse com seu médico sobre continuar a fisioterapia.

  17. Olá,

    Há 2 semanas atrás sofri um deslocamento da patela, fiquei 7 dias com uma tala fixa e 7 dias com uma tala removível, á pedido do doutor. Mas nos exames consta que há ainda uma rotura no ligamento femoropatelar medial , mas que eu não sei a extensão dessa rotura e mesmo assim o medico disse que deveria fazer a fisioterapia e que eu já deveria estar fazendo movimentos, inclusive estou fazendo fisioterapia. Tenho medo de que se rompa mais do que já está rompido, pois tenho que fazer movimentos como flexão , o que vc acha disso?

    1. Ola Nicolly, com o devido acompanhamento e instituição gradual e progressiva dos exercícios na fisioterapia, espera-se que você adquira força e ativação muscular suficientes nos estabilitadores da patela de modo que possam suprir a função que o ligamento fazia. Converse com seu fisioterapeuta e relate suas sensações durante a realização dos exercícios, pois assim vocês podem progredir com segurança. Se sua ruptura foi parcial o prognóstico melhora.

  18. Boa noite!!!No dia 25 de janeiro de 2016,levei um tombo e meu joelho saiu do lugar,senti muita dor. Meu irmão conseguiu colocar o joelho no lugar porém fiquei com uma luxacao na patela, então fiquei com a perna imobilizada durante 25 dias,e o.médico me falou que tenho que fazer fisioterapia,mais não estou conseguindo dobrar o joelho,sinto dor.Será que terei que fazer alguma cirurgia?Tenho medo de não conseguir mais andar normal.Estou em pânico. Obrigada.

    1. Olá Ana! Se o seu médico optou por manter a imobilização e encaminhá-la a fisioterapia supomos que não seja um caso cirúrgico. Então sugerimos que procure um fisioterapeuta de sua confiança para você ser bem avaliada e compreender por que há este bloqueio na articulação. É comum a rigidez articular após período de imobilização e, com o devido trabalho e as técnicas adequadas, lentamente a articulação tende a retomar a sua mecânica normal se não há nenhuma estrutura lesada. É preciso paciência e trabalhar em conjunto com seu fisioterapeuta, ok?

    2. Quando sofre luxação a articulação fica dura msm,agente n consegue dobrar o joelho.tive em novembro e agora estou em pós operatório e fazendo fisio.comece logo,caso contrario isso pode ficar pior.

  19. Boa noite, me chamo Shirley tive dois ligamentos rompidos devido uma luxacao patelar, sinto dores constantes, tem dia que me deito sem sentir nenhuma dor e acordo que quase não consigo colocar o pé no chão. Fui ao médico ele me orientou fazer a cirurgia. Gostaria muito de saber se realmente é preciso fazer a cirurgia e com quanto tempo posso voltar a minha rotina novamente. Agradeço desde já …

    1. Olá Shirley, a cirurgia para correção de ruptura ligamentar após luxação de patela normalmente é indicada quando o paciente apresenta recidivas de luxação patelar, ou seja, se você sofrer luxações recorrentes. Seria aconselhável você ouvir mais de uma opinião médica. E se você não tiver sofrido outras luxações na patela seria importante realizar algumas sessões de fisioterapia para te ajudar na melhora da dor, da força e da estabilidade articular.

      Atenciosamente,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  20. Boa tarde!

    Há 5 meses tive uma luxação de patela. Após uma semana comecei a fazer fisioterapia. Depois de 50 sessões comecei a hidroterapia também Total de 70 fisioterapias. Ainda faço e hidroterapia e comecei academia. Falaram que minha musculatura está muito fraca. Dou conta de dirigir e andar , mas não muito longe. Ainda sinto o joelho ruim, principalmente quando deito.Ao levantar é péssimo para andar. também não consigo andar distâncias maiores. Será que devo fazer a cirurgia?

    1. Talvez seja preciso que seu fisioterapeuta reavalie seu caso e estipule um conduta que vá de encontro as deficiências que você apresenta. As cirurgias para somente são indicadas nos casos em que há luxações recorrentes, com lesões constatas dos ligamentos que ajudam a manter a patela em seu lugar ou alterações ósseas importantes que modificam o seu deslizamento sobre a tróclea do fêmur. A grande maioria dos casos se revolvem como tratamento conservador mesmo. Converse com seu fisioterapeuta e atenção para não se exceder nos trabalhos de academia, respeitando seu limite e a biomecânica do seu joelho.

  21. Bom dia, eu tive uma luxação de rótula(joelho esquerdo) há mais de 6 meses! Foi-me diagnosticado uma ruptura do ligamento laterar e tambem sinais de traumatismo(hypersinal em T2) no ligamento medial e (ATRAVÉS DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA). Neste momento faço fisioterapia num centro de reabilitação, visto que inicialmente tive rigidez no joelho que teve de ser mobilizado em bloco operatorio! Ainda tenho bastantes dores a nivel interno da rotula e tambem no lado direito do joelho! Tenho dificuldades em descer e subir escadas e qualquer posição de agachamento! Estive no controlo médico da segurança social e um medico da mesma instituição diz que não é possivel ter ruptura de ligamento lateral(retinaculum patelar lateral) quando a deslocação da rótula é para o exterior! Gostaria que me ajudassem nesse sentido porque este diagnostico foi feito pelos médicos especialistas e através de IRM, por isso não percebo o facto do Medico da segurança social ter dito que não é possivel??? Ajudem-me por favor, estou desesperada porque tenho receio de ficar com sequelas deste problema, ainda tenho um inchaço no joelho e ele se estala com muita frequência e principalmente quando passo muito tempo em pé ou sentada! Obrigado

    1. Olá Yara,

      É importante que você saiba que mesmo com a ruptura ligamentar o seu joelho pode se manter estável e não sofrer luxações. Se você não tiver tido nenhum episódio de luxação patelar recorrente, então a fisioterapia é essencial no seu caso. É importante saber se você está fazendo um tratamento fisioterápico adequado, com trabalho de fortalecimento de membros inferiores, treino de equilibrio (sensório-motor), funcionais, etc.
      Mas se você tiver sofrido outras luxações, se o joelho continuar inchado e com dificuldade de movimentar, então seria melhor você procuroutro médico e fazer novos exames.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  22. Olá, meu nome é Marvyn e tenho 24 anos. No dia 03/01/15 eu sofri um entorse que resultou no rompimento total do ligamento patelo-femoral e uma microfratura no fêmur liberando um fragmento de 2 cm. No dia 05/02 eu realizei a cirurgia para reconstrução do ligamento. Após cerca de 20 dias da cirurgia eu iniciei a fisioterapia por cerca de 2 meses indo 5 vezes por semana. Basicamente eu recuperei quase toda a flexibilidade do joelho e hoje eu não tenho nenhuma dificuldade para andar, somente um pouco de dificuldade para descer degraus, as vezes quando ando sinto um falseio que né desequilibra e quando estou deitado e elevo a minha perna fazendo o movimento de flexão sinto meus ossos estalarem como se tivessem encostando um no outro, coisa que não ocorre na outra perna. Durante esse período eu perdi praticamente quase todo o músculo do quadricipes, cheguei a recuperar parte dela mas visivelmente uma perna está bem maior do que a outra, o que de o fazer pra resolver? Musculação? Qual tipo de exercício eu não deveria fazer, e os estalos devo me preocupar com eles ou são normais? Obrigado e parabéns pelo trabalho.

    1. Boa noite Marvyn, obrigado pelo contato.

      A perda do músculo Quadríceps em lesões no joelho é muito comum, ganhar esse “trofismo” (massa muscular) novamente que requer muito trabalho e dedicação durante a reabilitação. Na Fisioterapia você deve realizar exercícios para fortalecimento desse grupo muscular e se possível utilizar em conjunto com eletroestimulação (são “choques” no músculo que ajudam ele contrair mais). Procure sempre realizar tais fortalecimentos com acompanhamento de um profissional habilitado e de preferência especialista nesse tipo de reabilitação.
      Para conseguirmos te orientar sobre exercícios que são contra indicados, necessitamos saber mais informações do seu caso, como tipo de cirurgia realizada, data da cirurgia e fase da reabilitação que você se encontra.
      Estes estalos que vocês vem sentindo são normais desde que, não venham acompanhados de dor.

      Agradecemos seu contato e desejamos uma boa recuperação.

  23. Boa Noite. Tive esse diagnostico na ressonancia magnetica :
    Sinais de eventos recentes do luxação patelo-femoral com rotura dos retináculos patelar medial e ligamento femoro-patelar medial.

    Devo fazer imediatamente a cirurgia? ou posso aguardar e ir fazendo fisioterapia até me decidir por uma cirurgia?
    Aguardo resposta…obrigada.

    1. Sugerimos você a discutir as ideias de tratamento com seu ortopedista. Se você tem histórico de luxações recorrentes, dor limitante, sinais de artrose e pretende praticar esportes, a cirurgia é uma opção. Porém, em alguns casos, o tratamento convencionar com fortalecimento e reequilíbrio muscular, exercícios funcionais e conscientização corporal é uma outra opção de tratamento, acompanhado de um fisioterapeuta que lhe oriente durante todo o processo. É SEMPRE recomendado que se correlacione os achados de exames com a avaliação clínica, assim poderá tomar um bom caminho o tratamento.

  24. Boa noite meu nome e Angela tenho 27 anos, a meses atrás operei meu joelho no ligamento patelo-femoral femoral medial, porém ainda não consigo ter flexibilidade total do joelho, a minha perna dobra apenas 90 graus, e ainda sinto muitas dores. E Normal não ter toda a flexibilidade da perna, estou preocupada e queria muito saber?

    1. Olá Ângela, após uma cirurgia como a sua o ganho de flexibilidade é progressivo e deve ser muito cuidadoso e sem força durante as primeiras 6 semanas. Somente após a 8 semana é que se pode trabalhar com um pouco mais de vigor o ganho de flexão, respeitando assim o período fisiológico de reparação tecidual suturado. Porém, antes desse período o nosso foco principal é reduzir edema, manter os músculos ativos (com movimentos seguros) e impedir o surgimento de contraturas que posso prejudicar o movimento articular. Converse com seu fisioterapeuta e peça para monitorar o seu ganho de amplitude de movimento. Se a evolução não estiver sendo satisfatória, procure seu cirurgião para ser reavaliada.

      1. Obrigado pela resposta fiquei muito feliz…. Obrigado mesmo e parabens por esse trabalho em ajudarmos com nossas dúvidas.

    2. Olá angela. Eu fiz a reconstrução do ligamento patelo femoral em julho de 2014. Fiz 6 meses de fisioterapia e agora faço musculação. Já consigo dobrar uns 120 graus (quase o mesmo ângulo da perna boa) porém ainda dói um pouquinho. Existem posições como ajoelhar ou agachar que eu ainda não consigo fazer, eu sinto uma pressão muito forte dentro do joelho nessas situações. Acredito que a recuperação do nosso tipo de cirurgia é bem mais lento do que uma reconstrução de ligamento cruzado, por exemplo. Abracos e espero que você se recupere rapidinho! 😉

      1. Olá Stephanie, muito bom ouvir seu depoimento por que estava começando achar que havia algo de errado.
        Muito obrigado

        1. Que bom Stephanie que está quase recuperada, fico feliz por você, por que é bem difícil mesmo a recuperação, estava começando a achar que havia algo de errado.
          Obrigado pelo seu depoimento fiquei mais animada agora..
          Bjos fica com deus

  25. Olá, eu sofri uma torção no joelho, e o retinaculo patelar medial se rompeu. O médico disse que por enquanto não seria necessária a cirurgia. Já faz uns 2 meses e eu não consigo esticar nem dobrar completamente o joelho. O médico me passou uma fisioterapia, ele disse que era para dar o movimento e etc. É realmente necessária a fisioterapia ? Se eu não fizer posso ficar com problema no joelho ? Obrigado.

    1. Olá Daniel,

      Sim a fisioterapia é primordial para que você seja bem orientado quanto aos exercícios e movimentos que pode fazer e para te ajudar a recuperar os movimentos completos do joelho, além de ajudar na cicatrização da sua lesão. Se o trabalho da fisioterapia for bem realizado e você seguir as orientações, provavelmente não terá a necessidade de passar por um procedimento cirúrgico, o que seria ótimo!

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  26. ola!Sofri uma torçao com ruptura parcial do retinaculo patelar medial…estou com a joelheira articuladapor 45 dias,Pois o medico disse que ha possibilidade de cicatrizaçao,caso n cicatrize terei que fazer cirurgia….Gostaria de saber se mesmo rompido eu deveria estar em fisioterapia?e porque ainda nao consigo dobrar o joelho totalmente…penso que mesmo com a joelheira ele vai se deslocar novamente…porque estou em panico…e essa cirurgia e muito seria ou complicada?muito obrigada!!

    1. Olá Renata,

      Realmente existe a possibilidade de cicatrização com o uso da joelheira articulada, por isso você deve usá-la durante os 45 dias, mas seria interessante fazer algumas sessões de fisioterapia para ajudar você nesse ganho de flexão do joelho, fortalecimento da musculatura e processo de cicatrização da sua lesão.
      Você ainda tem a sensação de que a patela vai sair do lugar novamente, pois sua musculatura está fraca (por causa da lesão e por causa do tempo de imobilização) e isso também traz essa perda de confiança no joelho. Procure um fisioterapeuta para te ajudar nessa recuperação, assim você poderá diminuir as chances de ter que fazer uma cirurgia.
      A cirurgia exige cuidados e você terá que fazer fisioterapia de qualquer forma. Tente o tratamento conservador inicialmente, pois é sempre melhor do que passar por um procedimento cirúrgico.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  27. Bom Dia,

    Há 5 meses tive uma luxação patelar. Cerca de 2 meses após o ocorrido tive novamente outra luxação, e segundo médico esta causou uma lesão no menisco. Quando estou andando sinto falseios. O médico disse que neste caso, devido a instabilidade seria necessário o procedimento cirurgico. Ouvi uma segunda opinião e foi ao contrário, o médico disse que não é necessário procedimento cirurgico. Estou utilizando joelheira articulada, tenho os falseios e ainda sinto dores e o inchaço permanece, mesmo após realizar 20 sessões de fisioterapia.
    Minha dúvida é quanto a realização da cirurgia, já faz tempo e meu joelho ainda não melhorou, não sei se neste caso ainda é possível o tratamento conservador.

    Obrigada,

    1. Olá Julia,

      É importante nesse caso ver a qualidade da fisioterapia que você está fazendo. Não adianta fazer apenas fisioterapia para dor, com uso de aparelhos. Você deve fazer exercícios para ativar sua musculatura da coxa e quadril, treinos proprioceptivos (equilibrio em estruturas instáveis – bozu, cama elástica, etc), pois são essas coisas que vão ajudar a recuperar a estabilidade do seu joelho e sua confiança também. Se depois disso você continuar com os falseios e eventuais luxações, então sim a cirurgia é indicada.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  28. Boa tarde,
    Tive um corpo livre ja encapsulado no tendão quádriceps….
    Foi realizada uma incisão, e retirar em processo subcutâneo.
    Isso já se passam 15 dias, sinto muita dificuldade em dobrar o joelho acima de 45º.
    E percebo que o tendão está muito duro, bem diferente ao do outro joelho.
    Isso seria devido à retirada deste corpo ? ja que foi necessário danificar o tendão!
    Qual o tempo em media de recuperação de uma lesão no tendão do quadriceps?:

    1. Boa tarde Lucio,

      Uma lesão no tendão do quadríceps traria dificuldades em esticar o joelho. Você sente o tendão duro ou a musculatura do quadríceps tensa? Se a musculatura de quadríceps estiver tensa, então isso pode estar dificultando você a dobrar o joelho. Se o tendão estiver duro seu organismo pode ter formado uma fibrose no local da incisão. Mas isso são só palpites. O ideal seria você procurar um médico e passar por uma avaliação para então saber o que está acontecendo. Realizar fisioterapia no seu caso também seria indicado para te ajudar no ganho de flexão do joelho e melhora da dor.
      É importante que você tenha paciência, pois o nosso corpo demora em média de 6 a 8 semanas para cicatrizar uma lesão ou processo cirúrgico.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

  29. Bom dia. Há 2 meses tive luxação patelar e rompi parcialmente o tendão patelar. O médico disse que com fisioterapia e fortalecimento não é necessário cirurgia. Estou usando uma joelheira articulada, mas o inchaço ainda permanece. Já estou fazendo fisioterapia e ainda não consigo dobrar meu joelho, sinto dores. O tratamento para este tipo de lesão é demorado?

    1. Olá Aline,

      Sim, o tratamento para este tipo de lesão pode demorar uns 2 a 4 meses, mas com a fisioterapia e orientações esse inchaço e a melhora na flexão do joelho deve melhorar.

      Saudações,

      Spalla Fisioterapia

  30. Boa noite amigo, estou numa situação complicada, tive uma luxação patelar, a qual fez com que minha perna se deslocasse totalmente e depois voltasse para o lugar, isso ocorreu a uns 11 dias, um médico indicou a cirurgia de reconstrução do ligamento que segura a patela, o que fica dos lados e disse q a patela estaria fora do lugar e que teria que ser parafusada no lugar correto, e outro médico me disse que a patela estaria fora do lugar devido ao derrame de líquidos que estaria empurrando-a para fora do lugar e esse médico indicou a pulsão do derrame, junto com a imobilização do joelho por 1 mês para que depois fosse feita uma reabilitação e fortalecimento do joelho, a princípio sem o uso da cirurgia de reconstrução, mas tenho medo de não reconstruir esse ligamento que segura a patela e depois ao praticar um esporte ela volte a sair do lugar e ter problemas futuros. É possível obter uma estabilidade segura para a prática de esportes futuramente mesmo sem esse ligamento reconstruido ? Obrigado

    1. Olá Lucas,

      A luxação da sua patela ocorreu por um episódio de trauma ou ela saiu do lugar sem esforço?
      Normalmente quando ocorre um episódio de luxação da patela pela primeira vez (não sei se foi o seu caso ou se ela já saiu do lugar outras vezes), é indicado um tratamento conservador. Ou seja, imobilizar o joelho e realizar o tratamento com fisioterapia e fortalecimento da musculatura da coxa e quadril. Se a reabilitação for bem feita é possivel que você retorne à pratica esportiva sem novos episódios de luxação. Porém, se a luxação se tornar recorrente, ai então, o procedimento cirúrgico é indicado.
      Se você ainda não estiver seguro, procure uma terceira opinião médica. Mas o mais comum é tentar primeiro o tratamento conservador.

      Saudações,

      Spalla Fisioterapia

      1. Oi amigo, obrigado pela resposta, foi durante um treino de mma, mas não foi com pancada, foi com mau jeito, na minha tomografia deu que a patela está totalmente fora do lugar, os ângulos apresentados no laudo do exame estavam totalmente fora do correto, eu já havia feito uma reconstrução do ligamento cruzado nesse mesmo joelho, e agora esse ligamento que segura a patela rompeu, meu medo é não reconstrui-lo e ter problemas futuros, mas de toda forma vou procurar uma terceira opinião, muito obrigado a equipe Spalla fisioterapia por ajudar quem está com dúvidas, belo trabalho.
        Obrigado

  31. Boa tarde, tive a 3 meses uma ruptura parcial do ligamento femoro-patelar, e meu medico pediu pra fazer 10 seções de fisio pra não precisar da cirurgia… fazem uns 40 dias que acabei a fisio, e ainda sinto desconforto quando fico muito tempo com a perna na mesma posições, com o joelho dobrado, ou quando subo e desço escadas… isso é normal? quanto tempo será a recuperação para que eu possa correr? tem algum exercício que eu possa ir fazendo pra ajudar na recuperação?
    Obrigado

    1. Olá Robson,

      É importante que você faça exercícios para fortalecer a musculatura da coxa e exercícios de equilibrio para melhorar a sensação de desconforto e insegurança. Se ainda estiver fazendo fisioterapia veja com seu fisioterapeuta se esse tipo de exercício está incluído na sua conduta. Além disso, você pode pedir para ele te orientar com exercícios de fortalecimento na academia. Uma vez sua coxa e perna fortalecidas, você pode iniciar gradualmente uma corrida na esteira, para depois voltar a correr em outros tipos de solo. Se ainda está se sentindo inseguro continue com a fisioterapia, mas lembre-se que o principal agora é o ganho de força e o trabalho de equilibrio com retorno ao esporte.

      Saudações,

      Spalla Fisioterapia.

  32. Boa tarde. Eu nasci com uma espécie de instabilidade congênita da patela. Após sofrer várias luxações em ambos joelhos fiu indicada para fazer a cirurgia. Fiz o joelho esquerdo em janeiro e a recuperação foi rápida e boa. Agora, no joelho direito já faz 12 dias que operei e simplesmente não consigo dobrar o joelho! Doí muito e sinto que o tendão vai rasgar. Isso pode acontecer??? Um joelho ser bem pior que o outro??? Será que já podia ter começado a fisioterapia? To desesperada. To com medo do meu joelho não dobrar nunca mais.

    1. Olá Clara,

      Isso pode acontecer sim. Nosso organismo não responde sempre da mesma forma.
      O ideal é iniciar a fisioterapia após 4 a 6 semanas pós cirurgia. Esse tempo vai variar de acordo com o seu médico.
      Nesse tipo de lesão e cirurgia é comum ter dificuldade em dobrar o joelho e a recuperação pode ser lenta. Não se desespere. Inicie a fisioterapia para ver como evolui seu quadro. Mas não se preocupe, a recuperação pode ser lenta e dolorida, mas seu joelho vai voltar a dobrar.

      Saudações,

      Spalla Fisioterapia

  33. Prezados boa tarde.

    Gostaria de saber se o retináculo femoro patelar medial e ligamento femoropatelar medial são a mesma coisa ou são estruturas distintas? Desde já agradeço,

    Stephanie

    1. Olá Stephanie,

      O retináculo femoropatelar medial e o ligamento patelofemoral são duas estruturas distintas, mas ambos ajudam na estabilidade patelar.

      Saudações,

      Spalla Fisioterapia.

  34. Boa tarde!
    Tive quatro luxações patelar, o médico recomendou que eu passasse pelo processo cirúrgico, por ser residente.
    Passei pelo processo cirúrgico dia 22 de abril, onde o médico reconstituiu o ligamento e colocou um parafuso.
    Segundo o médico eu iria andar no dia seguinte de muleta e até hoje não consigo sair da cama para nada, meu joelho desinchou bastante os pontos estão bem cicatrizados, será que é normal não conseguir andar, quando tento sair da cama a dor é terrível, vou iniciar a fisioterapia daqui a 20 dias.
    Obrigada!
    Aline.

    1. Boa noite Aline, muito obrigado pelo comentário.

      As dores nesse tipo de procedimento cirúrgico são normais, nesse seu caso a aplicação de compressa de gelo picado por 20 minutos pode promover uma analgesia (alívio da dor) no seu joelho. Faça isso a cada 3h durante o dia e observe se as dores melhoraram (tome cuidado para não se queimar com o gelo, se houver alguma hipersensibilidade ao gelo, retire imediatamente). Caso suas dores não melhorem é extremamente importante procurar seu médico, quem operou seu joelho para que ele possa reavaliar.
      Siga corretamente as orientações do médico e logo que ele liberar inicie a Fisioterapia, ela será de grande importância nessa fase da sua reabilitação. Qualquer dúvida nos colocamos à disposição.

  35. Boa tarde, meu marido teve uma ruptura completa do retinaculo medial e ligamento femoro-patelar, junto com a displasia da tróclea femoral.
    Bom, ele foi ao médico, muito bom por sinal, e o médico recomendou que fizesse sessões de fisioterapia, para que não haja uma nova luxação caso faça a cirurgia. O doutor irá avaliando de tempo em tempo, até decidir quando irá fazer a cirurgia, ou até mesmo se for preciso. Minha pergunta é, como eu sou personal trainner. Que medidas posso tomar com ele, se além da fisioterapia, tu me recomendas que faça exercicios na água com ele após algumas sessões? Tu achas que pode acontecer outra nova luxação?
    O interessante nesse caso, é que o doutor fez algumas avaliações nele, fazendo algumas torções, e ele não apresentou nenhuma dor e nem deslocamento lateral da patela apesar de ele ser um paciente com a patela luxável já, com fácil deslocamento!
    Obrigado desde já!

    1. Bom dia Júlia,

      Novas luxações podem sim vir a acontecer, mas elas podem ocorrer raramente, principalmente se o seu marido fizer uma boa fisioterapia e manter um fortalecimento da musculatura de coxa e quadril sempre em dia. Se o médico avaliou e achou que com a fisioterapia pode resolver, há boas chances do seu marido não precisar passar por cirurgia e resolver o problema da dor e de novos episódios de luxação só com a fisioterapia e a musculação.
      Em relação a fazer exercícios na água, é uma ótima pedida. A água não gera impacto o que é muito bom no início da reabilitação. Faça algumas sessões de exercícios na água com ele, mas peça uma orientação ao fisioterapeuta que for atendê-lo para saber quais movimentos devem ser evitados no momento.

      Qualquer outra dúvida é só entrar em contato.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia.

  36. Acabei de sofrer uma luxação patelar pela segunda vez, ambas por trauma e durante a pratica de volei e futebol, e com 9 anos entre uma e outra.
    Da primeira vez eu fiz cirurgia, mas com técnica diferente da apresentada acima, mas nao foi suficiente para evitar a segunda. Realmente estou bem na duvida do que farei desta vez, mas provavelmente irei para o tratamento conservador. Minha duvida esta até que ponto o ligamento patelar tem função de estabilizar e evitar que a patela saia do lugar. Se eu for para o tratamento conservador fará que eu reforce a musculatura e tenha maior alongamento. Minha outra duvida é até que ponto eu estaria propenso a sofrer uma nova luxação se eu nao fizer a cirurgia para reconstruir o ligamento.
    Obrigado!

    1. Olá Rodrigo,
      O ideal no seu caso seria fazer um exame para ver em qual estado se encontram os seus ligamentos femoropatelares, pois eles são muito importantes ns estabilidade da patela em relação ao fêmur. Se houver lesão completa é necessário o procedimento cirúrgico novamente, pois mesmo com o fortalecimento e treino proprioceptivo você tem chances de sofrer uma nova luxação. Mas se o trauma não levou a lesões desses ligamentos, o tratamento conservador é bem indicado.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

      1. Oi boa tarde,tenho 37 anos e a 17dias atrás me acidentei ,estou com luxação femoro patelar ,usei 15dias tala e agora o médico mandou fazer fisioterapia durante 3semanas pois não consigo dobrar o joelho e nem pisar no chão ,minha preocupação é eu não tenho cartilagem no joelho e já fiz fisioterapia tem algum problema de interferir na recuperação estou muito preocupada ainda mais que toda vez que fico em pé meu joelho e pé inchao muito obrigada desde já

        1. Olá, pela história que nos conta parece que você já tem algum grau de artrose no joelho?! Isso pode ser um fator que lentifique a recuperação, mas é possível trabalhar com calma e tentar melhorar o arco de movimento. Talvez seria adequado conversar com seu médico e fisioterapeuta para compreender o porque do edema no joelho e pé quando se levanta. Edema e dor são os pontos iniciais no tratamento das luxações femoropatelares; se o edema não reduz é muito difícil restabelecer o movimento correto da articulação.

  37. parabens pelo post eu sofro com esse problema tenho que fazer cirurgia obrigado agora eu sei mais um pouco sobre o meu problema

Queremos seu comentário...