Fratura de falange – Júlio César

julio cesar goleiroO goleiro Júlio César, do Queens Park Rangers e da Seleção Brasileira de Futebol, sofreu luxação interfalangeana dos 4° e 5° dedos  e uma fratura de falange média do 3° dedo da mão direita ao realizar a defesa de um chute no treino desta última terça-feira (17/09/2013). As luxações foram reduzidas sem danos ao tecido ósseo, resultando apenas em estiramentos da cápsula articular e dos ligamentos interfalangeanos. Esse tipo de lesão pode ser tratada inicialmente com medidas analgésicas e anti-inflamatórias como crioterapia, laser e drenagem linfática, visando diminuição da dor e do edema. O tempo de retorno pode variar de acordo com os sintomas referidos pelo atleta, sendo mais comum a volta dentro de 7 a 10 dias, com proteção articular durante as atividades físicas. Neste período, o tratamento é continuado com técnicas de terapia manual para restaurar a amplitude de movimento eventualmente limitadas e permitir todos os planos de movimento livres de dor.

fratura de falangeJá a fratura de falange média do 3° dedo da mão direita de Júlio César é a lesão que mais preocupa. Inicialmente, o médico da Seleção Brasileira José Luiz Runco, se manifestou favorável ao tratamento conservador com imobilização da articulação interfalangeana durante o período de duas a quatro semanas, seguido de Fisioterapia por, pelo menos, mais duas semanas. Essa é a conduta tomada na maioria dos casos semelhantes ao do goleiro da Seleção, pelo fato da lesão ser uma fratura simples (traço único) e oblíqua (permitindo maior superfície de contato para a osteossíntese).

No entanto, após a consultoria de um especialista em cirurgia de mão e o contato com o Clube do jogador, optou-se pelo tratamento cirúrgico para acelerar o tempo de consolidação fratura de falange. A cirurgia ocorreu ontem (18/09/2013), um dia após a lesão, sendo realizada via percutânea para a colocação de dois microparafusos que irão estabilizar o foco de fratura e permitir uma consolidação óssea mais rápida e eficaz. Neste caso, o tratamento com a Fisioterapia pode ser imediato para diminuição de dor e edema. Dentro de duas semanas poderá ser iniciada a recuperação de amplitude de movimento e da força muscular. A previsão é que o retorno de Júlio César aos gramados ocorra em cinco ou seis semanas.

fratura de falangeEm ambos os casos, de luxação e fratura de falange das mãos, é importante lembrar que o retorno funcional do atleta deve ocorrer com proteção da articulação acometida. A técnica mais utilizada para esses casos é a Bandagem Funcional, a qual permite que se obtenha estabilização articular, imobilização relativa e proteção ao foco da lesão sem interferir no gesto esportivo do atleta.

Ft. Thaís Bortolini Bueno

Imagens: Folha de S. Paulo, SporTv

Sobre o autor Thaís Bortolini Bueno

Thaís Bortolini Bueno escreveu 8 matérias nesse site.

Fisioterapeuta graduada pela UFSCar, pós graduada em Fisioterapia Esportiva pelo CETE/UNIFESP. Estuda Fisioterapia Esportiva com ênfase em Desempenho e Prevenção. Atua nas cidades de São Paulo e Jundiaí com atletas de corrida de rua, tênis e vôlei de praia.

4 Replies to “Fratura de falange – Júlio César”

  1. boa tarde! fraturei a falange média do dedo do meio na mão esquerda, isso ocorreu a 11 dias, hoje fiz uma nova radiografia e percebi que o osso não está na posição correta, sinto ele se movendo dentro da tala, colocada em curva até à Palmas da mão, está correta essa tala? deveria ser uma tala reta? o que devo fazer?

    1. Olá Anderson, lhe orientamos a procurar o quanto antes o ortopedista que cuida do seu caso e relatar a ele essa sensação (não esqueça de levar o seu exame). O movimento, por menor que seja, no local de fratura pode atrasar ou até mesmo prejudicar o processo de consolidação óssea. É provável que a contenção tenha que ser refeita e normalmente ele tem sim uma pequena curvatura mantendo leve flexão no dedo.

  2. fraturei falange distal polegar direito,fiz cirurgia e o medico colocou fio kishnne!!!queria saber quanto tempo sera a recuperaçao total da lesao?

    1. Boa noite Élito,

      Obrigada pelo contato.
      Você deverá ficar com os fios por algumas semanas até que o médico faça a retirada. Se depois que ele fizer a retirada dos fios você estiver sem dor e sem dificuldade para movimentar, então estará com a lesão recuperada. Mas se estiver com dificuldades e dor para movimentar o polegar, edema, etc, então será necessário fazer algumas sessões de fisioterapia para a recuperação total da sua lesão.

      Saudações,

      Equipe Spalla Fisioterapia

Queremos seu comentário...