Copa 2014 – Lesões prévias dos jogadores

A Copa do Mundo começa hoje, dia 12 de junho de 2014, e muitos jogadores já chegaram ao campeonato com lesões. Alguns irão perder a Copa do Mundo completamente, outros poderão não participar de alguns dos jogos da primeira fase. A maneira como os jogadores, comissão técnica e equipe médica, responde a essas lesões podem ter grande efeito sobre o processo de reabilitação do jogador, além de refletir nos resultados da sua equipe. Abaixo, vamos descrever algumas dessas lesões. Em muitos outros artigos de nosso site nós discutimos os aspectos da reabilitação de tais lesões.

1. Marco Reus – Alemanha. Lesão: Lesão ligamentar tibiofibular anterior

http://www.express.co.uk/

Reus teve um entorse de tornozelo esquerdo durante amistoso da Alemanha contra a Armênia. O ligamento tibiofibular anterior é um dos ligamentos que compõe o sindesmose do tornozelo. As lesões de sindesmose são descritas como entorses de tornozelo alta e, normalmente, a reabilitação demora mais que um entorse lateral. É uma lesão menos comum que normalmente está associada a lesão do ligamento fibulotalar anterior. O tratamento normalmente é conservador, quando não associado a outras lesões, consistindo na imobilização e fisioterapia.

2.  Luis Montes – México. Lesão: fratura da tíbia

imagem2

Montes sofreu uma fratura da tíbia em amistoso contra o Equador. Normalmente, esta fratura é consequência de uma fratura por estresse não diagnosticada. Em outro artigo publicado no nosso site, explicamos as causas e tratamento dessa lesão. No caso de Montes, foi necessária uma cirurgia para estabilizar a fratura. Os médicos que o operaram declararam que o processo de reabilitação tem previsão de 6 meses. Em adultos essas fraturas quase sempre requerem cirurgia. No caso de fraturas da metáfise do osso, os cirurgiões geralmente colocam uma haste intramedular, fechado em ambas as extremidades com parafusos para controlar a rotação.

3. Radamel Falcao – Colômbia. Lesão: ligamento cruzado anterior (LCA) do joelho

https://uk.eurosport.yahoo.com/

O jogador sofreu uma lesão do LCA durante partida pelo Mônaco, em janeiro. Ele pretendia retornar meses antes do previsto, porém foi deixado fora da lista da Copa do Mundo. Para os jogadores de futebol, atletas em geral e indivíduos mais ativos, a lesão do ligamento cruzado anterior normalmente requer a reconstrução cirúrgica. O tempo médio de reabilitação pós reconstrução do ligamento é de 6 meses, mas pode ser necessário 12 meses ou mais para o atleta retornar ao mesmo nível do esporte como antes da lesão. Leia mais em nosso artigo Reconstrução de LCA.

4. Franck Ribery – França. Lesão: Lombalgia

imagem 4

Ribery, que joga no Bayern de Munique, não vai viajar para o Brasil com a seleção francesa depois que agravou os sintomas de uma lesão na região lombar durante os treinos para o torneio. O jogador foi submetido a uma ressonância magnética e em uma entrevista declarou: "Nessas condições e apesar de o tratamento dado pela equipe médica, a quem agradeço sinceramente, a minha retirada era inevitável." Sem mais informações a respeito é difícil dizer exatamente a causa dessa lombalgia. As possíveis causas podem ser uma tensão muscular lombar, um abaulamento ou hérnia de disco lombar,  entre outras. Lei mais sobre lombalgia no nosso site.

5. Alvaro Saborio – Costa Rica. Lesão: fratura do quinto metatarso

http://theprimussportsinjuryreport.com/

Saborio sentiu uma dor no pé direito durante a execução de sprints com sua equipe. Os médicos diagnosticaram uma fratura do quinto metatarso. É esperado que o jogador realize três meses de reabilitação e não jogue a Copa do Mundo. O médico da equipe optou realizar uma fixação com parafuso. Fraturas do quinto metatarso nem sempre são lesões graves em pacientes mais velhos ou menos ativos. Em adultos jovens e ativos, no entanto, a fratura ocorre frequentemente na base do osso e muitas vezes tem um mal prognóstico de cura. A fratura nesse local pode ser considerada uma fratura Jones, sendo a cirurgia indicada. A reabilitação em média dura de 6 a 12 semanas.

6. Diego Costa – Espanha. Lesão: lesão muscular

www.beinsports.tv

O atacante Diego Costa do Atlético de Madrid sofreu uma lesão muscular dos isquiotibiais na partida contra o Barcelona. O atleta foi para a Sérvia se submeter a tratamentos com placenta de cavalo, tentando se recuperar a tempo para a final da Champions League, contra o Real Madrid. A lesão muscular apresenta diferentes graus, sendo que o tempo de reabilitação irá variar de acordo com o grau da lesão, entre outros fatores. Leia nosso artigo para saber mais sobre lesão muscular.

7. Luis Suárez – Uruguai – Lesão: Menisco lateral

http://www.dailystar.co.uk/Suarez sentiu dor no joelho ao treinar com a seleção do Uruguai e os médicos diagnosticaram que o atacante tinha sofrido uma lesão no menisco lateral, como resultado de um golpe direto na partida final do Liverpool contra o Newcastle. Suarez foi submetido a meniscectomia parcial artroscópica no dia 22 de maio. O jogador já está de volta aos treinamentos mas ainda não dá certeza se irá conseguir participar do primeiro jogo da seleção Uruguaia. O tempo de reabilitação após o procedimento de menisectomia parcial é em média de 3 meses. Mas esse tempo pode variar, de acordo com o procedimento cirúrgico realizado e condição prévia do atleta.

8. Romelu Lukaku – Bélgica. Lesão: entorse de tornozelo

www.express.co.ukO jogador Lukaku sofreu um entorse de tornozelo no amistoso contra a Tunísia. Lukaku vai ficar de fora quatro dias de treinamento para realizar o tratamento de tornozelo. Dependendo da gravidade de um entorse lateral do tornozelo, um atleta pode voltar dentro de alguns dias até 4 a 6 semanas. O tratamento vai variar de acordo com a gravidade da lesão. A imobilização pode ser necessária, assim como a retirada da descarga de peso. A reabilitação envolve a aplicação de gelo, mobilizações, exercícios de fortalecimento, treinamento sensório-motor, entre outros.

9. Alex Oxlade – Inglaterra. Lesão: lesão ligamento colateral medial

www.dailymail.co.uk

O jogador sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho (LCM) em uma partida amistosa contra o Equador. Os médicos do clube divulgaram que o meio-campista irá perder os dois primeiros jogos da Inglaterra contra a Itália e Uruguai, mas é provável que ele volte a jogar no dia 24 de junho, contra a Costa Rica. A lesão isolada do ligamento colateral medial, na maior parte, dos casos responde bem ao tratamento conservador. A lesão pode cicatrizar rapidamente quando é apenas um entorse leve, mas pode ser necessário a reabilitação de 4 a 6 semanas. O atleta muitas vezes usa uma tala imobilizadora para eliminar o stress em valgo no joelho e proteger o ligamento, acompanhado da reabilitação.

10. Cristiano Ronaldo – Portugal. Lesão: tendinose patelar

http://superthefootballer.blogspot.com/

O principal jogador da seleção portuguesa e eleito o melhor jogador do mundo em 2014, Cristiano Ronaldo, sofreu uma lesão no tendão patelar do joelho esquerdo. Esta lesão pode ser uma causa crônica de dor no joelho de um atleta. Caracteriza-se por uma área de tecido degenerado, sendo que o atleta tem muitas vezes dor e dificuldade de realizar atividades. Mas esta lesão não impedirá a participação do jogador na Copa do Mundo. Leia mais sobre a tendinose patelar no nosso site.

Ft. Gabriela Borin

Sobre o autor Gabriela Borin

Gabriela Borin escreveu 18 matérias nesse site.

Fisioterapeuta graduada pela USP, pós graduada em Fisioterapia Esportiva pelo CETE/EPM/UNIFESP e Mestranda em Ciências pela FM/USP. Estuda Fisioterapia Esportiva e Controle Postural. Atua na cidade de São Paulo.

Queremos seu comentário...